quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Deus - Saint Germain

Soa bacana dizer “Eu Sou Deus Também”, mas é muito mental. Quantos de vocês realmente vivenciam isso?

Há muitos conceitos de Deus. Eu não gosto, necessariamente, da palavra “Deus”, mas eu a uso aqui porque é um termo comum. Há muitos conceitos de Deus por aí afora e, na verdade, francamente, aqueles que ensinam sobre Deus são os que sabem menos sobre Deus. É verdade. Aqueles que são os fanáticos, os extremistas, os retos, sabem menos sobre Deus. Eles ensinam a partir de um livro. Eles ensinam a partir da mente, das regras, da limitação, da noção de necessidade de sofrimento interno e de suas regras. Por que outros humanos permitem que essas pessoas ensinem a eles sobre Deus, eu não sei. Talvez porque a maioria dos humanos tenha essa visão distorcida.

O conceito de Deus neste mundo é talvez uma das... é, sim, uma das três coisas mais desequilibradas com relação à consciência neste momento. O conceito de que Deus está noutro lugar; o conceito de Deus como sendo um pai; o conceito de Deus tendo regras ou se importando com o que vocês fazem. O conceito de Deus é uma fabricação humana. Aqueles que estão nos palanques, aqueles que clamam pelo aumento das armas não vivenciaram Deus.

Não se pode estudar Deus. Não se pode construir um Deus. Só se pode vivenciá-lo. E, quando se faz isso, é uma experiência profunda e íntima, uma experiência sobre a qual vocês, provavelmente, não vão querer falar a respeito. É algo tão lindo, tão pessoal, que seria quase uma distorção falar sobre isso com os outros. É por isso que, nos velhos tempos, não havia palavra ou nome pra Deus, porque alguns poucos sabiam que é algo tão pessoal que não se pode falar a respeito.


Na nossa Série da Descoberta, ao tratarem de vocês, darem aquele olhar interior pra vocês mesmos, vocês terão a experiência de Deus e do Eu Sou internamente. É uma tarefa bem difícil, mas eu não estaria dizendo estas palavras a menos que vocês, meus queridos amigos, estivessem prontos pra isso – prontos no corpo, prontos na mente.

Às vezes, quando se está chegando na essência, chegando em Deus, às vezes... quando se persegue isso de forma desequilibrada e com grande desespero, às vezes através de drogas, às vezes através de rituais intensos, isso pode provocar um total desequilíbrio, pode fazer mais mal do que bem. Alguns que tomaram drogas perceberam que, se o resto de vocês não estiver preparado ou equilibrado pra ter essa experiência, ela pode destroçá-los. Pode aniquilá-los mentalmente. Pode destruir o corpo. Cada um, todos vocês estão preparados pra vivenciar isso de modo muito natural e muito pessoal.

Saint Germain - Setembro 2013