sábado, 31 de agosto de 2013

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Umbanda - Trabalho de Luz

Caros amigos. Temos muito o que aprender com a espiritualidade maior. Estou lendo um livro que retrada da realidade dos Dragões, seres que vivem no Vale do Poder, um dos pontos mais baixos do Umbral. Neste livro, há um trecho que descreve o trabalho das Entidades da Umbanda, nossos irmãos Pretos-Velhos, Cablôcos e Exus. A riqueza de detalhes do trabalho é tão grande, que resolvi passar para vocês, pois é uma verdadeira aula de aprendizado para todos nós que desejamos aprender e evoluir. É um trecho curto, porém de um grande aprendizado de luz.

Que fique claro que o local aqui descrito, é um Centro de Umbanda, que trabalha para a Luz, sem sangue de animais. A história é real e se passa no Brasil, em Minas Gerais, na década de 1940.

Espero que gostem.

Os verdadeiros servidores cristãos só se utilizam do relógio com intuito de disciplinar. Não condicionam o ato de servir aos ponteiros limitantes do tempo. Visitaremos o Centro Umbandista Pai Guiné, nos arredores de Uberaba.

— O pai-de-santo Ovídio?

— Ele mesmo.

Tive de confessar, em um primeiro momento, meu preconceito. Guardava respeito pelas demais religiões, entretanto, nunca havia refletido sobre quem seriam e onde estariam as cartas vivas do Cristo. Por uma tendência natural asilei o despeito. Ainda bem que foi algo muito passageiro em meu coração, porque as experiências fora e dentro da vida corporal, cada dia mais, apresentavam-me uma realidade distante das ilusões que adulamos sob o fascínio impiedoso do orgulho na sociedade terrena dos mortais.

Partimos para o Centro Umbandista de Pai Guiné. Era um ambiente agradável em ambos os planos. Ao som dos atabaques, eram cantados os pontos em ritmo vibratório de alta intensidade. Cada canto era como uma verdadeira queima de fogos de artifício. Uma bomba energética explodia no ar em multicores.

Em uma das várias dependências astrais da casa havia uma enfermaria com oitenta leitos bem alinhados. Tudo nesse salão era limpeza e calmaria. Lá não se ouviam mais os cantos, e a conexão com o plano físico limitava-se ao trânsito de enfermeiros pelos vários portais interdimensionais. Regressamos ao ponto de intersecção vibratória com o plano físico.

Seis macas estavam dispostas no canzuá (terreiro). Em cada qual havia uma entidade de aspecto horripilante. Olhos que quase saíam das órbitas oculares, pele murcha, enrugada e suja, garras enormes no lugar das unhas, com dez centímetros, nas mãos e nos pés, todas retorcidas como as de águia. Magérrimos e nus. Causavam náuseas pelo odor. Olhavam para nós deixando claro que nos viam e, literalmente, grunhiam como porcos com a boca semiaberta. Alguns deles estavam muitos inquietos nas macas. Retorciam-se como se estivessem com dor, sem manifestar nenhum som. Vários hematomas estavam expostos em todos eles, devido aos castigos impostos nos paredões de penitência.

— As garras são colocadas nos charcos infernais para impedir a fuga destes escravos. Não andam nem têm grande habilidade manual - informou Clarisse, com manifesto sentimento de piedade.

— Como serão socorridos?

— Pela incorporação profunda nos abnegados médiuns da Umbanda, ou através do vampirismo assistido.

— Nos médiuns umbandistas?

Mal terminei a pergunta e vi uma cena nada convencional. Um dos enfermeiros astrais da casa pegou uma das entidades horripilantes no colo e jogou-a no corpo do médium de Umbanda. Demonstrando câimbras na panturrilha, o médium, incontinenti, absorveu mental e fisicamente o comunicante que se ajeitou no corpo do medianeiro como se deitasse em um colchão, buscando a melhor posição. Os atabaques aceleraram o ritmo, criando um frenesi de energia no ambiente. Formavam-se pequenos redemoinhos de cor violeta e prata, que se desfaziam e refaziam em vários cantos do terreiro. Modulavam conforme a nota musical dos hinos cantados.

O médium estrebuchou no chão. Convulsões e grunhidos seguidos de gritos de dor. Ovídio, o pai-de-santo aproximou-se e disse:

— Oxalá proteja seus caminhos, filho de Zambi (Deus).

— Eu sou filho do capeta. Quem és tu para falar comigo? - redarguiu a entidade, que agora falava com facilidade por intermédio do médium.

— Sou um tarefeiro da luz.

— Eu sou uma escória da sombra.

— Engano, criatura!

— Não vê minhas garras? Sabe o que isso?

— Conheço essa técnica. São ferrolhos do mal.

— Vejo que estais acostumados ao mal.

— Vim desses vales da sombra e da morte - falava Ovídio com firmeza na voz.

— Mas andas e és livre. Estais no corpo, enquanto eu... Eu sou um verme roedor... Ou quem sabe uma águia que não voa... Nem sequer consigo andar graças a essa maldição que colocaram em meus pés... Nem comer mais... Veja minhas mãos... Eu tenho fome e sede.

— Em que te posso ser útil irmão? - indagou o pai-de-santo Ovídio debaixo de uma forte vibração.

— Quero bebida e comida. Quero que cortem minhas garras.

— Laroyê! Laroyê (saudação aos trabalhadores da Luz, os Exus) - gritou Ovídio já incorporado por um de seus guias que entoava o canto: "Eu sou Marabá, rei da mandinga. Eu sou Marabô, exu de nosso Senho. Laroyê!" Uma energia colossal movimentou-se com a chegada do Exu Marabô. Os filhos-de-santo o saudavam com palmas rítmicas e pontos próprios da entidade. Muitos deles iam até Marabô, baixavam a cabeça em sinal de reverência à sua frente e batiam três palmas rítmicas na altura do abdômen do médium.

— Que tu quer, homem esfarrapado. Bebida pra mode se arrebenta mais?

— Não, senhor Marabô. Não é isso não.

— Não mente pra Marabô. Marabô sabe ler os ói (olhos). Nos ói tá a visão, mas tá também a verdade e a mentira.

— Eu não minto, senhor. Quero liberdade.

— Pra fazer o que dá na cabeça? Home tu preso é um perigo, livre é um desastre.

— O que o senhor vai fazer por mim? Não pedi a ninguém pra sair daquela joça de lugar fedorento. Por que me trouxe aqui?

— Não fui eu quem trouxe home. O veio Bezerra da luz é teu protetor. (Marabô está falando que serve a Bezerra de Menezes) Sirvo a ele na graça de Oxalá, Pai de poder e misericórdia.

— Que queres comigo?

— Está feliz na matéria do cavalo (médium)?

— Sei que não é minha. Quero uma só pra mim.

— Esta gostando do contato?

— Só farto bebida e comida.

— Olha suas garras.

— Não pode ser! O que aconteceu?

— O cavalo tá dissolvendo suas algemas.

— Pra sempre?

— Pra sempre!

— Quanto vai me custar?

— Nada. É serviço de Pai Oxalá. É de graça. Pedido do veio Bezerra de Menezes. Se voltar pro inferno, elas crescem de novo. Se subir com Bezerra da luz, vai ser cuidado no hospital da sabedoria, onde reina os filhos de Gandhi.

— Filhos de Gandhi? Por que se interessaria por escórias como nós. Veja lá nas macas os amigos estropiados - e apontou para a sala ao lado.

— Nada retira do ser humano a condição de Filho do Altíssimo.

Dita essa frase, o espírito comunicante silenciou, enquanto o Exu Marabô fazia alguns rituais em cima do corpo do médium. Instantaneamente, o médium convulsionou-se. Quatro auxiliares no plano físico continham o medianeiro a duras penas. Não sendo o suficiente, mais três se aproximaram. Olhando de cá, não se sabia mais quem era o médium e quem era o desencarnado. Uma gosma saía pelas narinas e pela boca. Espasmos e taquicardia intensa eram
aferidos por médicos atentos que monitoravam o médium e a entidade. O fenômeno era totalmente supervisionado. As unhas da mão e dos pés do comunicante sangravam. As garras foram arrancadas até a raiz. Dores intensas e muita confusão mental assinalavam seu estado geral. Sedativos potentes foram aplicados no corpo espiritual do médium, diluindo no corpo do assistido.

Repentinamente uma calmaria. Cessaram as convulsões. Na medida em que o médium recobrava os sentidos, a entidade os perdia. Ajudado por integrantes do Centro Umbandista, o médium levantou-se vagarosamente e foi colocado em um pequeno colchão para refazimento. Em nosso plano, padioleiros disciplinados repetiram o procedimento com todos os outros cinco doentes de
uma só vez em cinco médiuns distintos que, ao mesmo tempo, receberam os demais prisioneiros dos vales sombrios. Após os serviços de higiene e primeiros socorros, ainda na enfermaria do Centro Umbandista, Clarisse convidou-me para o primeiro contato com aquela criatura. Cornélius que se encontrava entre nós durante todo o trajeto, desde a saída do hospital, foi o
responsável pelo diálogo.

— Como está agora meu filho? Agora já consegue falar como um
humano, filho do Pai.

— Filho? - mesmo sedada a entidade dava mostras de inteligência. - Não sou seu filho. Sou um carrasco.

— Ainda assim, filho de Deus e nosso irmão.

— Que ladainha é essa? Quem é você?

— Sou Cornélius, não se lembra?

— O mergulhador do lago de enxofre?

— Isso mesmo.

— Então foi você quem nos tirou daquela lama fétida!

— Em nome de Jesus Cristo e doutor Bezerra.

— Agora veio cobrar o preço pelo trabalho que não paguei. Quantoo tal Bezerra quer?

— De jeito algum. Trabalhamos por amor.

— E quer que eu acredite nisso!

— Não! De você só quero uma coisa.

— Sabia que viria algo em troca. Nada nesse mundo é de graça!

— Quero que fique bem e restaure sua paz.

— Acredita mesmo que um dia vou conseguir isso? O Exu lá na matéria falou de um hospital. É a casa do Barsanulfo?

— Sim, é lá mesmo.

— Muitos amigos da lama querem se tratar lá. Não sabemos como chegar. Você, por acaso, vai me dar o endereço?

— Vamos te levar lá, apenas isso! Nosso intuito é te livrar dessa escravatura e, igualmente, àqueles que você, sem querer, prejudica.

— A quem prejudicamos?

— Em especial, nosso irmão H.

— Ah! Então é isso! A preocupação de vocês é com o doutor H., aquele magnata do Espiritismo!

— Com ele, mas com você também.

— Acha mesmo que os mandantes vão parar? A gente sai e eles arrumam novos capatazes. O doutor H. é um devedor. Fez parte das fileiras...

— Nosso irmão, como qualquer um de nós é um batalhador em busca de remição. A perseguição a ele infligida ocasionou consequências mentais e emocionais graves.

— Ele merece. É um orgulhoso de carteirinha. E, de mais a mais você sabe de onde ele veio.

— Qual de nós, meu filho, não tem histórias e dramas com o inferno?

— Creio que o melhor é aceitarmos que a Terra é do demônio. Assim todos serão felizes.

— Assim todos serão iludidos até se atolarem na maldade como meio de justiça.

— Pois é... E como ser diferente? Quem olha por quem, não é mesmo?! Tudo é interesse. Egoísmo.

— Nós estamos aqui olhando por você. Nosso interesse é você, seu bem-estar.

— E logo vão me apresentar uma farta conta, não é mesmo? Só de injeção devo ter tomado umas dez! Qual será o preço disso?

— Não queremos nada. O tempo e a sua recuperação serão as melhores respostas para sua ironia em nos intimidar. Por agora quero que descanse. Amanhã você já acordará no Hospital Esperança.

— Acha mesmo que mereço ir a esse paraíso?

— Lá não é um paraíso, meu filho. Ao contrário, é lugar de almas arrependidas. Um purgatório de culpas e dores acerbas. Não fossem as expressões do amor que lá vigoram, seria algo muito similar ao lugar de onde você veio.

— Amor? E você ainda acredita nessa mentira? Amor é uma velha estratégia de poder. Diga-se de passagem, cada dia mais fraca e sem alcance. O tal Eurípedes e Jesus podem desistir desse método de convencimento. A Terra está perdida! A entidade ainda fez uma fisionomia de deboche, mas não conseguiu reagir aos sedativos. Adormeceu. Ouviam-se ainda os cantos no Centro Umbandista. Desta vez dirigidos a Oxumaré e Oxalá para acalmar o ambiente. Passavam de duas horas da madrugada. Impressionou-me o vigor dos médiuns umbandistas.

Ao voltar para seus lares, brincavam como crianças sem nenhuma menção ao labor ora realizado. Desprendidos da doação e com extremo bom humor. Ovídio e sua esposa levavam em seu automóvel as senhoras mais idosas. Os mais jovens seguiam a pé pelos matagais em direção às zonas rurais de Uberaba. Todos assistidos por nobres entidades do amor e do bem em nome de Bezerra de Menezes. Heróis anônimos de um tempo de coragem e pura espontaneidade. Por nossa vez, seguíamos para o hospital, pois a atividade ainda era intensa...

Fonte: Os Dragões - Maria Modesto Cravo - Wanderley Oliveira - Editora Dufaux

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Você é Deus

Ame-se profundamente e imensamente. Você é uma das obras mais lindas que Deus criou. Veja todas as coisas belas que você traz em sua alma. Perceba toda a grandiosidade de seu ser, busque nas suas entranhas toda a beleza da vida, o paraíso é dentro de você, sempre dentro e jamais fora. Perceba a sua beleza em todo o seu esplendor de sonho e riqueza, de luz e leveza, de amor e perfeição. Você é Deus, só precisa lembrar-se disso!

Trecho do meu livro para vocês... só aguardar, ainda em 2013!

Mensagem de Metatron

O Raio Verde é uma energia muito complexa e amplamente empregada. Dentro da faixa do seu espectro estão as manifestações telúrica e etérica do chamado Reino Vegetal e, portanto, as manifestações mais elevadas das projeções Dévicas da consciência das Plantas, que incluem as formas benevolentes e conscientes das Fadas, dos Duendes e “homens verdes”.

Os elementos mais conscientes do Reino Vegetal são as Árvores, e estas têm sido reconhecidas como curadoras e Conselheiras Espirituais pelas sociedades mais conscientes através das eras, particularmente na Lemúria e na Idade Dourada de Atlântida.

Durante o firmamento da pré-dualidade, muitos de vocês experimentaram a vida neste planeta como esses seres, como projeções Dévicas dos Reinos da Terra numa forma luminosa. Isto foi possível graças à ressonância cristalina daquela fase e a estas lentes frequenciais ressonantes que estão sendo ativadas na Ascensão Planetária através da Ativação do Raio Verde.

As árvores estão assumindo um papel cada vez mais consciente e uma interação mais comunicativa e curadora com a humanidade da Nova Terra. Elas foram praticamente desconhecidas durante milênios, em termos de sua consciência verdadeira. Na Ativação do Raio Verde da Nova Terra, vocês recuperarão a capacidade de se comunicar mais lucidamente com os Seres Árvores e receber não apenas a cura que eles oferecem, mas também seus Conselhos Espirituais.

Com isto vem uma responsabilidade maior na proteção das Árvores!

Como em todas as formas de vida, a vida botânica (em especial a arbórea) tem uma hierarquia de consciência. A mais elevada delas é a Sequoia (Redwood e Sequoia), seguida pelo Carvalho e o Teixo.

Naturalmente existem muitas outras árvores e muitas outras categorias. Certas plantas psicoativas ajudam vocês a se expandirem e assim servem como aliados espirituais conscientes num formato diferente do das Árvores. Algumas árvores e plantas lhes servem como fonte de alimento. Estas vocês reconhecem como produtos de consumo, mas não como seres conscientes.

Vocês plantam, cultivam, protegem e colhem aquelas que fornecem alimento, fibra e madeira, mas – como espécie – vocês não reconhecem verdadeiramente as florestas (incluindo as tropicais) como algo mais que provedores de oxigênio, e ainda não resolveram a questão de sua preservação para a posteridade.

As Sequoias possuem uma habilidade única de se autoclonarem e de serem clonadas externamente. Neste processo são retidas energias originais, registros originais. Este é um atributo exclusivo das Sequoias. É por isto que os Arcanjos pediram a David Milarch para clonar as Sequoias e Redwood; é por isto que nós dirigimos o canal para se reunir na área mais sagrada da Sequoia Gigante; e é por isto que muitos de vocês são chamados para se reunirem e receberem os códigos em um espaço sagrado.

Nós lhes dizemos que as energias da Sequoia são registros gravados nos seus campos coerentes conscientes, estendidos por 144 milhões de anos. Nenhum outro tipo de vida botânica ou biológica do reino físico deste planeta tem um atributo como este. E isto é extremamente importante.

As Sequoias são as receptoras primárias da “Ativação do Raio Verde” no seu objetivo principal da reativação e aprimoramento do papel das Árvores da Nova Terra.

Elas chamam vocês. Elas chamam os LeMurianos para restabelecerem o reconhecimento do seu conselho benevolente. Elas pedem a todos os seres humanos que lhes permitam ajudá-los e que reconheçam seu erviço amoroso.
É por isto que elas permaneceram na terceira dimensão que, de outro modo, poderia tê-las destruído. Atendam ao chamado delas e serão recompensados exponencialmente!

Mensagem de Metatron 
Canalizada por Tyberonn
julho de 2013

domingo, 11 de agosto de 2013

Expectativas Humanas da Iluminação

Expectativas Humanas da Iluminação

Como os humanos achavam que seria sua iluminação
Segundo Saint Germain
Agosto 2013

1 – Achar que todo mundo iria gostar de vocês:

Não, não vão. Vão achar você arrogante demais e senhor de si. Vão usar termos como “você precisa ser mais tolerante com os outros”, justificando assim sua própria preguiça de prosseguir em frente. Vão dizer que você está equivocado e vão diminuir seu trabalho a partir das limitações deles mesmos.

2 – Achar que tudo ficaria fácil:

Não, não é fácil iluminar-se. Não é fácil para o Eu humano, repleto de preconceitos e limitações, o Eu humano extremamente acomodado. Está sendo fácil para o Espírito, para o Eu Sou. Mas para o pequeno humano não será de modo algum.

3 – Descobrir quem eu sou:

A descoberta está a caminho, não é agora neste momento, mas vai acontecer quando o Eu Sou perceber que é o momento.

4 – Ser um humano mais grandioso, brilhante:

O desejo de ser grandioso reporta-se a várias vidas em que vocês foram comandantes e generais de grandes exércitos, impérios, etc. Representa apenas um vício de manter-ser sempre no controle. Ser grandioso não significa estar à frente de uma grande empresa ou comandando uma grande equipe. Um jardineiro pode grandioso e brilhante, mais que um gerente muitas vezes.

5 – Retornar para o estado natural:

Vocês não sabiam o que esperar da iluminação, mas sabiam que ser humano era meio estranho. Aquela sensação de criança, algo como “por que não posso voar? Eu sei que posso, mas não consigo agora. O que está errado comigo?” A iluminação vai lhes mostrar que vocês podem ser normais novamente, por que ser um ser humano não é normal, é apenas uma grande brincadeira do Eu Sou. O que pode atrapalhar este processo é o fato de você divertir-se com este modo de estar aqui. É divertido estar aqui, tropeçar, cair de cara no chão, reclamar e seguir em frente. Sem falar que estão viciados em fazer isto a muitas existências. Mas não pensem que os seres Iluminados não se divertem, não cometem disparates. Afinal, são mestres e como tal, eles já não se importam com as convenções. Voltar ao estado natural é voltar a ser livre e espontâneo como as crianças são. Ainda hoje não entendo como vocês podem reprimir tanto elas...

6 – Encontrar a alma gêmea:

Vocês não precisam de uma alma gêmea. Mas tentaram fazer com que qualquer um entrasse na sua vida e se transformasse nela. Vocês até começam a compartilhar histórias de vidas passadas que tiveram juntos – que realmente não tiveram – e tentam fabricar essa coisa toda. É algo profundíssimo, realmente uma das coisas mais profundas, mas depois vem o desapontamento. O desapontamento porque a pessoa não é o que vocês pensavam que fosse. E ela só estava tentando obter um pouco de energia, um pouco de intimidade ou um pouco de sexo. No final das contas você vai descobrir que a) você não precisa de uma alma gêmea e b) você é a alma gêmea de si mesmo. Agora, vou lhes dizer uma coisa. O que acontece é que, quando você alcançar aquele amor por si mesmo, então, você realmente vai encontrar alguém. Não será mais uma alma gêmea, mas um ser com quem você pode curtir a vida de maneira livre e aberta, sem todas as obrigações, apenas com pura diversão. Sim. Essa pessoa virá. Virá.

7 – Achar que seria mais sábio e perceptivo:

Você é um daqueles que estudou muito, muito, muito mais do que a maioria. Você tem uma inteligência incrível, um cérebro muito afinado. Você se encaminhou para o estudo da física, do cosmos, das religiões, da metafísica, de tudo mais. E o que aconteceu? Deu-se conta de que não se tornou mais sábio. Não se trata de estudar. Vocês nunca – vocês nunca – vão entender Deus ou a si mesmos com a mente. Não dá pra ser feito. Simplesmente não dá. Vocês podem estudar. Podem aprender com os Mestres. Podem aprender com vocês mesmos, com as vidas passadas. Até certo ponto. Mas, depois, tem a ver com o que chamam de coração. Tem a ver com permitir. Tem a ver com entrar num nível inteiramente diferente, sem limitações ou explanações. Chega um momento, nisso tudo, que a coisa não dá pra ser e não deve ser explicada. Ela é sentida e vivenciada. Então... Bum! Você tinha essa mente incrível, mente poderosa, e tentou de fato usá-la para manipular a energia. Chega um ponto em que você colide com essa barreira e, basicamente, ela não funciona mais. É devastador pra mente – não pro Espírito –, é devastador pra mente descobrir que não sabe merda nenhuma. Não sabe. Entra-se em desespero. Leva à depressão – depressão mental –, porque a mente pensava que era Deus, achava que estava na ordem mais elevada das coisas e, daí, descobre que não. Não mesmo. Ela é altamente limitada.

A verdadeira sabedoria, meu amigo, a verdadeira sabedoria e percepção é a simplicidade. Destilar tudo e chegar à essência. Ela não pode ser enquadrada na matemática; de fato, não pode sequer ser colocada em palavras, fórmulas nem nada disso. Destilar tudo na simplicidade. A simplicidade, se você não fica muito mental com relação a ela, é apenas “Eu existo; Eu Sou o que Sou”. Daí, ela é qualquer coisa que você queira.

8 – Achar que seria como os Mestres do passado:

Eles são velhos e rabugentos. Escreveram muita bobagem sobre eles. E vocês foram levados a se sentirem culpados se dissessem que Jesus fez sexo ou que Ele não era nem um Mestre Ascenso, ou que Ele era só um coletivo. Ele não era tão bom quanto um Mestre Ascenso; era só um coletivo. Ele era apenas o potencial de vocês. Ele não era um ser real. Seria considerado um sacrilégio dizer que... E, a propósito, eu faço esta colocação aqui. Ele não é um Mestre Ascenso; alguns acham que ele é. Então, os velhos Mestres. Ohh, eles tornaram tudo tão difícil. E um dos meus desejos verdadeiros é fazer vocês jogarem fora esse lixo da mente de vocês sobre Buda ou qualquer outro. Vocês têm altares... Oh! Altares! Altares. Eu queria que alguém alterasse os altares. Queimassem eles! Vocês estão glorificando algo: [a] que não é verdadeiro e [b] que é realmente, realmente velho. Explodam todos eles. Se é pra ter um altar, coloquem a foto de vocês lá.


Outras pessoas. E não vou ser popular dizendo isto, mas eu não me importo. Talvez a maior barreira pra sua iluminação sejam as outras pessoas. E, embora outros considerem isto uma declaração grosseira, egoísta, que visa separar famílias e todo o resto... As famílias se dissolvem sozinhas, independentemente da iluminação...

Toda essa gente proporciona as coisas mais alegres da sua vida e também as que realmente os impedem de reconhecer sua iluminação. Então, o que fazer? Preparar as malas? Cair fora? Viver nas montanhas em isolamento? Não necessariamente. Não necessariamente. Mas comecem a perceber, de agora em diante, que essas pessoas mais próximas de vocês, essas pessoas que são muito, muito próximas, são aquelas pra quem vocês lançam seus desequilíbrios, vocês lançam seus medos, vocês lançam seus vazios, vocês lançam seus calos. Vocês projetam a si mesmos, projetam seus desequilíbrios, direto nelas. E, por elas amarem vocês, elas aceitam isso. E, por sinal, vocês fazem isso pra elas também. É como se elas fossem seu espelho e vocês, o delas.

Elas permitem que vocês joguem suas tralhas em cima delas e depois as devolvem pra vocês. São os melhores professores de todos, mas chega um ponto em que vocês não devem se lançar pra cima dos outros. Então, quando eu digo que são as outras pessoas – os entes queridos, os mais próximos –, na verdade, são vocês fazendo isso com elas, colocando sua carga em cima delas pra que elas possam devolvê-la pra vocês.

Elas pisam nos seus calos, porque vocês entregaram os calos pra serem pisados. Elas causam em vocês as maiores mágoas, porque vocês entregaram o coração pra que elas revidassem. Não é que sejam pessoas ruins. De fato, são pessoas maravilhosas e que amam vocês, e estão sobrecarregadas, assim como vocês estão sobrecarregados com as coisas delas. Mas toda essa prática de usar outras pessoas pra descobrir a si mesmos precisa chegar ao fim. Todo mundo faz isso com todo mundo. E, a propósito, essa é a razão pela qual tantos relacionamentos não dão certo ou não duram muito, porque em determinado momento vocês não conseguem mais suportar ficarem se vendo através da outra pessoa. Vocês a culpam, é claro, mas vocês só não conseguem se ver através dela. Ou em determinado momento vocês percebem que não precisam mais fazer isso um com o outro.


Então, surge a pergunta: Existe esperança de relacionamentos verdadeiros, genuínos e puros? Só depende de vocês. Depende de vocês. Mas a maioria dos relacionamentos com qualquer humano é esse jogo de projeção – lançar-se para os outros; não como um pescador que lança iscas, mas lançando-se para os outros.
Assim, eis o dilema: vocês estão com alguém, vocês têm filhos, vocês têm um companheiro, até mesmo seus pais, e há esse jogo todo sendo jogado – vocês se descobrindo através deles – e isso precisa ter fim, em determinado nível da iluminação ou da tomada de consciência.

Agora, existem pessoas que tiram isso do contexto e dizem: “Adamus está dizendo pra vocês deixarem suas famílias, largarem seus bebês, se afastarem dos seus pais, não cuidarem deles.” Eu não estou dizendo isso. Eu quero que isso fique bem claro. Não estou dizendo isso. Estou dizendo pra acabarem com o jogo, acabarem com esse negócio de usar as pessoas pra verem a si próprios. Deixem de usar as pessoas, quer sejam guias, anjos, outros humanos ou qualquer um, pra ajudarem vocês a se descobrirem. Daqui pra frente, são vocês descobrindo vocês. Vocês não podem fazer isso através do marido ou da esposa, através dos filhos nem de mais ninguém.

Por outro lado, essa pode ser a coisa mais linda, o presente mais lindo que vocês venham a dar pra outra pessoa ou pra si mesmos. É uma liberação. É uma liberação de algumas ligações energéticas muito velhas.

Então, provavelmente, eu diria que as dez maiores questões, barreiras e preocupações com relação à iluminação estão representadas pelas outras pessoas. São as outras pessoas. Vocês não querem fazer isso porque têm medo de que possam magoá-las. Vocês não querem fazer isso porque há uma dinâmica estabelecida entre vocês há muitos anos. Vocês podem achar que não estão prontos pra sair disso.

Mas, meus caros amigos, como eu disse no começo, chega um ponto em seu reconhecimento da iluminação em que não há mais muitos guias em volta. Chega um ponto em que não há muitos “amigos” como vocês tinham antes. Chega um ponto em que não há muitos outros humanos, relacionamentos como vocês tinham. Não significa que eles se foram, apenas significa que mudaram.

Não posso dizer se eles vão embora ou não. Não posso dizer o que vai acontecer, mas é nessa hora que vocês respiram fundo e assumem que isso se trata da iluminação. E vocês assumem que vão fazer isso com o maior amor, primeiro por si mesmos e depois pelos outros com quem compartilham amor. Esse é o ponto em que vocês assumem e confiam que essa é a alegria do Eu Sou. Vamos respirar fundo com isso.
A propósito, a iluminação não significa o fim de uma jornada. A iluminação é apenas a tomada de consciência da jornada, da experiência.

A iluminação não significa o fim; na verdade, significa que a diversão começa. E nós faremos isso, enquanto seguimos em nossa Série da Descoberta.

Vamos respirar bem fundo. Ahh! Respirar bem fundo.






sábado, 10 de agosto de 2013

Arcanjo Miguel Julho/Agosto 2013


AS ENERGIAS DA NOVA TERRA - JULHO E AGOSTO DE 2013
A ONDA DE LUZ E O PORTAL DE LEÃO DE 2013.
Uma mensagem do Arcanjo Miguel
canalizada por Célia Fenn
9 de Julho de 2013

Amada Família da Luz, chegamos até vocês, neste momento inspirador e tumultuado no Planeta Terra.

Depois da mudança do Portal de 2012, a Terra continua a mudar para Novos Padrões e Modos de Ser. A Geração Índigo está avançando para cumprir a sua Missão de romper os velhos sistemas e criar o espaço para o Novo. Há um desejo profundo pela Paz, pela Comunidade e a Liberdade, que está se manifestando agora na Terra.

O trabalho que foi feito no passado, nos Níveis Mais Elevados, para criar a Paz e a Harmonia, está agora começando a se manifestar na Forma Física, como a mudança na Terra.

O período do Equinócio da Primavera, em Março de 2013, e o Verão no Hemisfério Norte, tem sido um período de Caos e de Revolta. A Energia Índigo surgiu nos países como a Turquia e no Brasil, e aqueles que governam ainda não entendem completamente a natureza dos protestos e dos desafios.

Eles estão ainda pensando e reagindo na velha forma da terceira dimensão, com um desafio que está vindo a partir de um nível diferente, de Jovens Adultos que estão “conectados’ com a Quinta Dimensão e a Inter-Conexão. Seu objetivo é a Comunidade, a Democracia, o Compartilhamento e a Mudança através de Meios Não Violentos.
À medida que vocês se movem para o Portal de Leão de 2013, as Energias Galácticas que estão chegando irão intensificar o processo da mudança e o influxo dos Novos Códigos de Luz para o Novo Ano. Será como se uma Porta de Oportunidade se abrisse e a mudança será rápida e de longo alcance em seu Mundo.

O PORTAL DE LEÃO DE 2013

Muitos nos perguntaram: O que é o Portal de Leão e por que ele é chamado de Leão?

Bem, ele se refere em parte ao fato de que o Sol entra no signo de LEÃO neste momento, e estas energias estão integradas na Terra, sob a energia de Leão, as Energias Felinas de Sírius, que são ferozes, orgulhosas e muito “reais”.

O “Portal”, ou “Portal Estelar”, é um período de aproximadamente duas semanas, em que um vórtice se abre e uma onda de Luz intensa do Centro Galáctico é recebida na Terra. Esta “onda” contém os Novos Códigos de Luz para a Evolução da Terra para o próximo ano/ciclo, e assim é conhecido como o Novo Ano Planetário.

O sistema estelar de Sírius trabalhou intimamente com a Evolução da Terra, auxiliando sempre que possível. Os Sirianos ajudaram no estabelecimento da antiga Civilização Egípcia, depois que o trauma da Atlântida destruiu todas as civilizações anteriores. A civilização Egípcia manteve a “Sabedoria Estelar” e a “História da Criação” dos Elohim, que foram transmitidas à Terra pelos Guardiões da Sabedoria de Sírius.

No Antigo Egito, os Sirianos eram os Mediadores entre o Conselho Galáctico, no Sol Central e as pessoas da Terra. A cada ano, entre 26 de Julho e 12 de Agosto, uma nova onda de Luz Galáctica do Sol Central era dirigida à Terra e ampliada pelo Sol, em conjunto com o Aumento Heliacal de Sírius no Norte.

Os Sirianos aceitariam esta energia no complexo de Pirâmides, em Giza, e então transmitiriam os Códigos para as Grades da Terra, permitindo uma transmissão tranquila e fluida das energias. Depois que o Portal de Giza foi fechado, as transmissões da Terra foram ainda mediadas através de Sírius, mas elas não foram recebidas de forma coerente pela Terra, e assim a Evolução da Terra foi retardada e até mesmo distorcida por um tempo.

No entanto, nos últimos dez anos, a Terra ascendeu para a Quinta Dimensão e se “graduou” para o Status de Membro Pleno do Conselho Galáctico, e agora as transmissões do Portal de Leão estão sendo recebidas diretamente pela Terra e pelo Conselho dos Anciães e o Conselho do Guardião da Terra e distribuídas através das Grades Cristalinas da Nova Terra.
Desta maneira, a Evolução da Nova Terra seguirá as “direções” dos Códigos de Luz que são recebidos do Conselho Galáctico e do Grande Sol Central.

Este processo é muito novo para a sua Terra e, enquanto os Emissários de Luz de Sírius estão à disposição para ajudar, eles estão deixando a gestão da onda que entra para os Conselhos da Terra e a Família de Luz. Assim, Amada Família, o que vocês estão sentindo agora é a entrada desta Onda de Luz, enquanto ela se aproxima da Terra e é integrada na Consciência da Terra.

A ONDA DE LUZ – 26 DE JULHO A 12 DE AGOSTO

Amada Família da Luz, esta Onda de Luz que está entrando irá “Recalibrar” efetivamente as Frequências Planetárias para os Níveis Superiores de Consciência. Isto significa, naturalmente, que a velha “ilusão” da terceira dimensão continuará a se desintegrar e a romper.

Àqueles que ainda sustentam a Consciência da Terceira Dimensão, irá parecer como se o caos estivesse se rompendo em todos os lugares, e eles irão se tornar paranoicos, irritados e desesperados. Aqueles que podem ver e sentir com a Consciência Superior, parecerá como se um novo amanhecer estivesse despontando e que um novo modo de vida estivesse surgindo, como, é claro, está.

O que podemos esperar neste momento?

Pensamos que a palavra-chave será “intensidade”.

Tudo parecerá muito intenso ao ponto de ser surreal. Em suas vidas pessoais, o que ainda resta de sua velha consciência da terceira dimensão precisará ser removido e substituído por algo em uma vibração mais elevada. Isto pode ser difícil se vocês tiverem uma ligação emocional com as velhas energias.

No entanto, se vocês simplesmente liberarem e permitirem as mudanças, então elas poderão ser atingidas com o mínimo de perturbação e sofrimento. A ideia é simplesmente CONFIAR NO PROCESSO e permitir aquilo que precisa acontecer.

Para aqueles que ativaram os seus Corpos de Luz, será uma simples questão de integrar as Ondas de Luz que chegam ao seu Corpo de Luz. Ao mesmo tempo, o Corpo Físico novamente estará entrando em atualizações do DNA para permitir que a forma física se alinhe com os novos Códigos de Luz para uma maior evolução na Nova Terra.

Este influxo de Energia pode significar que muitos se sentirão intensamente CRIATIVOS e serão inundados por novas idéias. Lembrem-se: vocês não têm que agir de acordo com todos eles imediatamente. Vocês estão simplesmente aceitando o Fluxo da Abundância e da Luz nesta Nova Onda. Escolham o que lhes parecer melhor.

Vocês podem também se sentir fisicamente energizados e sentirem um desejo de mudar a sua dieta e padrões de exercícios para trazer o seu corpo para uma freqüência superior. Podem encontrar também, talvez, dificuldade em dormir e uma sensação de estarem excessivamente energizados e ansiosos. Não se preocupem: isto irá passar quando vocês integrarem a Onda de Luz que entra.

DATAS IMPORTANTES EM JULHO E AGOSTO

Estes serão os momentos fundamentais neste Processo:

25 e 26 de Julho: “O Dia Fora do Tempo”, e “O Ano Novo”.
8 de Agosto: O Momento Culminante das Transmissões do Portal Estelar/Vórtice
8 a 12 de Agosto : Ponto Culminante do Portal.
19 a 23 de Agosto: Lua Cheia em Leão/Aquário e Integração dos novos Códigos Solar/Lunar.

PADRÃO DO CORPO DE LUZ DO NOVO HUMANO/ANJO HUMANO E ATIVAÇÃO PARA RECEBER AS PRÓXIMAS ENERGIAS

Amados, enquanto vocês entram nesta Onda Dourada de Luz, é importante que vocês simplesmente se lembrem de permanecer em seu centro – que é o seu Coração, mantendo o Corpo de Luz radiante e claro.

Lembrem-se de que em seu estado Multidimensional, o seu “centro de gravidade” é o seu Coração. Respirem a partir do seu Coração, respirem Luz e Amor deste centro que é o seu Coração Sagrado.

Então, lembrem-se sempre de se ANCORAR, conectando-se ao seu Chacra Estrela da Terra, sob os seus pés, e então para o Coração da Terra, no centro da Terra e permitam que o seu Coração se sincronize com as pulsações da Terra, enquanto ela pulsa em harmonia com a Vibração Cósmica da Vida.

Lembrem-se, também, de se conectar com o seu Chacra da Estrela da Alma, que está acima do Chacra Coronário e onde a sua Alma está assentada. Atraiam esta energia através do Chacra Coronário e para o Coração, de modo que inflame a Centelha Divina no Coração.

Sintam como a sua Alma e o Espírito se fundem com a Centelha Divina para criar a Chama Divina do seu Ser Angélico em seu Coração.

Sintam como o seu Chacra Solar se abre para absorver e integrar as energias do Sol e distribuí-los em seu Corpo de Luz.

Além disto, o Chacra Galáctico permite que as Ondas de Luz do Centro Galáctico sejam integradas no Corpo de Luz e preencham o Corpo de Luz com a Luz Radiante do Divino. A Energia e o Esplendor Divino são integrados e compartilhados nas Grades de Luz da Nova Terra – de Coração a Coração!

Sintam como esta Luz Radiante é passada ao redor do Planeta na Grade do Coração dos Trabalhadores da Luz para os Guerreiros da Luz, a toda a Família da Luz, enquanto a Nova Terra se manifesta!

E saibam que não importa onde vocês estejam e o que estejam fazendo – VOCÊS são Faróis de Luz e um Canal Brilhante e Radiante para a entrada da Onda de Luz!

http://stelalecocq.blogspot.com.br/
© 2013 Celia Fenn e Starchild Global

http://www.starchildascension.org/