quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O Tarólogo

O Tarô é o mapa da alma humana. É a alma humana contada em uma história em quadrinhos. O Tarô é a primeira história em quadrinhos da humanidade, já dizia certo autor. Temos retratado neste conjunto de imagens, toda a trajetória de vida do ser humano. Desde o instante de seu nascimento, passando pela sua vida até sua passagem para o outro lado do véu e o seu espírito livre e errante vagando pelo espaço entre os mundos.

Quando o indivíduo abre as cartas do Tarô, sua alma fica totalmente desnuda, exposta, sem mentiras, máscaras, engodos ou enganos. Para um tarólogo competente você nunca poderá falar inverdades, ele sempre saberá o que realmente se passa. Temos ali seus amores, seus ódios, paixões, sonhos, frustrações contados através de uma história fabulosa, histórias que nos são trazidas por imagens que datam de mais de 600 anos, tudo precisamente descrito e docemente entregue pelos deuses dos oráculos sem pudor algum... Tudo o que você é está retratado ali e, para um profissional bem treinado, estas informações ajudam muito nas questões que pedem um auxílio, um norte, uma diretriz sobre qual o melhor caminho tomar para a questão que desperta sua alma naquele instante.

Porém, o tarólogo tem de ter a humildade de saber que não é ele quem faz as análises e as previsões. Não, não... Tarólogo é sinônimo de tradutor. Pois é exatamente isto. Nós tarólogos somos apenas os tradutores de uma linguagem muito antiga que o ser humano comum já deixou de usar, que não inventamos, mas que resgatamos. Nós apenas temos de traduzir as frases descritas pelo alfabeto das imagens sagradas. As cartas continuam sendo de papel, porém o símbolo é eterno... Então, quem guia a mão até a carta que contém a mensagem necessária? O Eu-Superior do consulente. Então, eu, tarólogo, sou apenas um tradutor da mensagem do Eu-Superior, nada mais que isto. E enquanto tradutor, eu tenho de conhecer muito bem este alfabeto, para fazer a melhor tradução possível do texto que me cai às mãos.

Nenhum oráculo prevê o futuro. Isto não existe. Os oráculos, precisamente o Tarô, mostram, apenas tendências do que pode vir a acontecer. Mas é apenas isto, tendências. Tendências que podem ou não se manifestar, de acordo com a sua vontade. Assim, o Tarô nunca lhe tira o livre-arbítrio. Afinal, o ser humano é muito instável e muitas vezes não sabe o que deseja para sua vida. Então, uma previsão que você ouve de manhã pode já não valer mais à tarde, pois você simplesmente alterou a busca de sua alma. Tenha isto sempre em mente. Oráculos são tendências, nada mais que isto. A única coisa que o Tarô realmente retrada é a sua alma, o resto, pertence ao destino.

O Tarô é um oráculo e um instrumento terapêutico também. Nós, tarólogos, percebemos o Tarô como sendo um oráculo que pode ser usado sim para uso terapêutico e psicológico. Subtrair um destes aspectos do Tarô em detrimento de outro é fazer um uso extremamente limitado das cartas.

O Tarô é composto por 78 cartas e não apenas 22.

O Arcano Maior é a tendência, a energia do que pode vir a se manifestar em sua vida. Já o Arcano Menor nos mostra que forma esta tendência vai tomar no nosso dia-a-dia prático. Assim, o Arcano Menor está mais próximo da realidade humana do que o Maior. No método Italiano de se usar as cartas, cada casa terá um Arcano Maior (tendência) e um Arcano Menor (manifestação prática da tendência). Este é o uso mais seguro que se pode fazer do jogo, sem perigo de ficarmos alienados e leituras tendenciosas demais.

As cartas continuam sendo de papel, porém o símbolo é eterno...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Canalização Fevereiro - Saint Germain

Problemas relacionados à saúde física – também, em muitos casos, à saúde mental – estão relacionados a carma ancestral. Muitas questões da biologia de vocês são passadas por descendência na linhagem em que vocês voltam a encarnar. Daí, vocês têm essas coisas. Vocês aceitam essas coisas na sua realidade, bem como aceitam que vocês são subprodutos de sua linhagem, e trazem essas energias pra dentro do corpo. E elas realmente não pertencem a vocês. E vocês realmente não são a linhagem de vocês. Realmente não são.

No final, todo mundo vai descobrir que pode se livrar desse carma ancestral. E não significa ter que romper essa relação com rancor ou tristeza. Basta se libertar dessa linhagem. Isso também acarreta tremendas implicações pra outra encarnação, porque se vocês ainda estiverem muito, muito ligados à sua linhagem, provavelmente vão encarnar novamente nessa linhagem. 

Uma linhagem que talvez tenha carregado desequilíbrios físicos durante séculos e mais séculos, uma linhagem que carrega determinadas características, talvez alcoolismo, talvez falta de abundância, talvez uma condição contínua como servos em vez de verdadeiros Mestres.

E, realmente, não importa quanto planejamento vocês façam, não importa o quanto iluminados vocês achem que estão, quando chegam do outro lado, vocês pensam que não vão encarnar ou que, se forem, que vão escolher uma família saudável, abastada, a probabilidade é muito grande de não escolherem. Por quê? Por causa de uma espécie de atração quase magnética ou eletromagnética. Uma sucção que os puxa de volta pra essa mesma linhagem, pra essa mesma família. Velho carma, velhos relacionamentos, amor em alguns casos, felicidade e satisfação em outros, mas esse carma ancestral tem um impacto profundo.

Agora, não estou dizendo pra ligarem pra família amanhã e dizer adeus pra sempre. Não estou dizendo pra se afastarem da família, como alguns de vocês fizeram. Respirem fundo e percebam que, mesmo que eles sejam amigos maravilhosos, que tenham sido parentes excelentes, ótimos primos, mais cedo ou mais tarde, o ser soberano se libera dessa linhagem, e vocês podem fazer isso agora.

Vocês vão, na verdade, aprender a apreciar muito mais os seus parentes, a sua linhagem, quando vocês os liberarem. Vocês vão entender por que eles fizeram certas coisas – coisas que não eram necessariamente uma escolha consciente, coisas às quais eles simplesmente se adaptaram ao entrar nessa linhagem e fazer parte dela. Vocês vão, de repente, perceber que eles eram um subproduto dos avós e dos avós dos avós, e seguindo por toda a ascendência.

Vocês também vão perceber que, em algum ponto da linha, se consultarem a árvore genealógica, vocês estavam lá. Uma de suas encarnações anteriores, uma das encarnações de sua alma, que não é realmente vocês, mas lá estão vocês, perpetuando todas as energias, todas as questões, todas as coisas associadas a isso.

Então, respirem fundo.

Agora, isso leva a uma pergunta interessante da qual Linda está consciente e muitos de vocês também. Por que tantos Shaumbra – levando em conta as devidas proporções – tantos Shaumbra não têm filhos? Por quê?

Vocês escolhem não ter filhos talvez porque esta vida fosse pra se dedicarem a si mesmos, à sua alma, ao nascimento de vocês mesmos. Por que dar à luz outro ser quando vocês podem dar à luz a vocês mesmos?


Uma das coisas incríveis de estar na forma não física é que, se você ficar sintonizado, pode realmente ouvir as preces. E são muitas a cada noite pelo mundo afora. Muitas preces direcionadas a santos, deuses, gurus ou ao desconhecido, mas são muitas preces, e muitas são assim: “Querido Deus, eu só quero ser feliz.” Como se dependesse de Deus? Como se Deus fosse fazê-los felizes? É interessante e... ah, eu poderia escrever todo um roteiro cômico relacionado a preces. Acho que farei isso. [Algumas risadas]

Um roteiro cômico sobre quando as pessoas pedem felicidade. O que isso geralmente significa? E, então, eu examino isso energeticamente. Significa que elas estão tristes com o cônjuge ou companheiro, e felicidade é seu cônjuge ou parceiro ser um pouquinho mais legal com elas. Nunca pensaram que talvez elas precisem ser mais legais consigo mesmas. E felicidade costuma ser: “Só quero um trabalho que eu realmente adore.” Mas quando pergunto a elas – fingindo que sou um arcanjo –, e pergunto: “Bom, que trabalho você quer? Que trabalho o deixaria feliz?” Dizem: “Bem, eu não sei. Um em que as pessoas sejam legais comigo, onde eu não tenha que trabalhar tanto pra ter dinheiro. Talvez eu não precise de trabalho nenhum. Talvez eu queira ficar sentado em casa.” E não entendem mesmo esse negócio chamado felicidade. É felicidade sair toda noite pra jantar? Daí, ficam gordas, e não ficam felizes consigo mesmas.

Todo esse negócio de felicidade é uma declaração meio neutra ou indefinida. “Quero ser feliz.” Acho que o que as pessoas querem dizer é que não são felizes. Algo não se concretizou, está incompleto. Elas buscam uma coisa, mas não têm ideia do que querem. Então, vira um jogo interessante, e espero não estar sendo muito rude aqui.


Abrindo as Cartas

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Canalização do Amor Próprio

O ser humano é uma semente estelar muito, muito maior do que aquilo que ele pensa de si mesmo. Vocês precisam entender, precisam saber, precisam rasgar este véu que foi colocado sem motivos concretos. A hora é agora, o ser humano tem uma luz divina, uma luz especial que ilumina planetas ao redor. Acham que nós somos os seres de Luz? Nossa, vocês não imaginam quanta luz seus lindos corpos irradiam para nós. Basta estarem bem, estarem felizes, estarem conscientes.

O ser humano é a obra prima do universo, uma obra amada em muitos lugares, reverenciada, que traz inspiração para os artistas mais evoluídos das galáxias. Não tenham medo de serem vocês mesmos, não tenham medo de expressarem esta maravilha. Vocês são lindos, infinitamente lindos e belos. Acordem para esta beleza divina. Não há feira neste mundo, apenas a ausência da Luz, que alguns irmãos ainda não aprenderam a irradiar, mas que no momento certo todos trarão às claras.

Uma lição é importante passar esta noite. Sua cultura diz que vocês foram feitos à imagem e semelhança do Criador. E isto é correto. Portanto, pensem, se foram feitos à imagem e semelhança do Criador, então vocês já são deuses. Assim, no que consiste então a evolução que é tão falada em seu planeta? Consiste apenas em lembrarem-se de sua origem divina. Lembrem-se que vieram de Deus. No dia em que vocês lembrarem-se disso – não acreditarem, não estamos falando de crenças aqui já que isto não os levou a lugar algum até hoje – mas sim de lembrarem-se disso, tudo mudará, tudo termina e uma nova era pessoal para cada ser começará. Porém esta jornada é pessoal, a grande paixão humana é redescobrir a si mesmo. Sem escalas ou interferências de fora.

E a chave é uma só: amor próprio. Vocês precisam se amar. Amar-se em toda a sua beleza e grandiosidade, vocês são muito mais, são espelhos de Deus, partes dele. A culpa e a mediocridade não podem mais fazer parte deste plano. Pensem, se Deus fosse medíocre, acham que ele teria criado toda esta obra que vocês contemplam nas noites estreladas? Então por que tanto sofrimento? Acordem! Seres de Luz também sentem vontade de dar um “safanão” em vocês de vez em quando, pois está tudo tão óbvio... Claro que seria um safanão com amor, mas ainda assim uma bela sacudidela em seus corpos.

Terra, ah Terra! Joia do Universo, acorda para esta nova era, onde os humanos vão aprender e saber da sua grandiosidade. Não, não estamos os idolatrando, mas sim buscando seu despertar. Seu amor e suas experiências tem o poder de iluminar planetas inteiros, corações inteiros. A força de um único ser humano pode ressuscitar os mortos, trazer à vida os animais, acender as fogueiras, direcionar a águas, construir as montanhas, modelar a vida. As árvore reverencias os jardineiros humanos os amam infinitamente. Não guardam rancor das queimadas ou dos desmatamentos, pois elas tem o amor maior por vocês. Vocês são Criadores, nossas crianças amadas que agora entram na fase adulta da existência cósmica. E nós estamos com vocês, sempre estaremos junto para lhes ajudar neste despertar.

Não precisa muito, basta amar, basta buscar dentro as origens, estão aí. Nós daqui não podemos fazer muito mais do que já estamos fazendo, passando mensagens e lhes indicando o caminho. E ficamos nos perguntando, será que eles percorrerão?

Com imenso amor no coração – Um Ser de Luz – 07-02-2012