segunda-feira, 27 de junho de 2011

Dica de Livro: Horizontes da Fala - Miramez



A primeira reação do leitor ao concluir a leitura deste livro é o solêncio profundo. Uma vontade imensa de fazer o tempo voltar e falar de forma diferente muita coisa que os amigos e companheiros já ouviram... A segunda reação é ação rápida no sentido de mudar a forma de conversar, de se comunicar... Com este livro, aprendemos os segredos da comunicação entre os seres de todos os reinos da Natureza.

Trecho:


As idéias transformam-se em verbo e o verbo é um dos tesouros do Espírito, uma dádiva de Deus aos seus filhos, que podem ofertá-lo sem medo de perda. O Pai jamais toma aquilo que oferece por Amor. Sua Onisciência se resguarda de entregar os valores a quem não está preparado para recebê-lo. Contudo, o Senhor espera de nós os cuidados correspondentes às belezas imortais, cuja expressão relevante é o dom de fala.


Quem usa da palavra sem pensar o que ela significa e o que pode fazer da distonia nas mentes alheias, quando mal empregada, anda com olhos fechados onde existem inúmeras valas e, algumas delas, de profundidade imprevisível. Se queres educar as tuas conversações com os outros e não sabes por onde começar a disciplina, observa algumas pessoas que já fazem isso há algum tempo, cola o teu ouvido no que elas dizem, analisa o que elas fazem e tira a sua parte, começando logo a tua corrigenda. Lê livros sobre o assunto e não fiques somente na leitura; estuda, medita e começa, iniciando a mudança no teu falar. Sempre nos primeiros esforços encontrará dificuldades, mas sem elas, como comprovaria o seu esforço e seu valor de alma laboriosa em busca da felicidade? Por vezes, até o teu próprio organismo rejeitará as tuas formas de dicção. Ele não está acostumado com os sons diferentes da música harmoniosa, de uma palavra livre de discórdia, livre de exageros, livre de mentiras desnecessárias, livre de medo, livre de vingança e de ódio. Ele talvez ande acostumado com o clima da maledicência, com a atmosfera das reclamações indevidas e, de certo modo, foi instruído por ti nessa escola de ilusões. Cabe a vocês, meus filhos, educá-lo com perseverança.


Em certos casos, a rejeição pode se transformar em doença, porém, se não soltares as rédeas, como o bom cavaleiro ao cavalo, vencerás, glorificando a Deus, pela oportunidade que tiveste de fazer bem a ti mesmo, com a comunhão das idéias puras, com palavras elevadas. Nada deves asseverar sem consolidar a tua palavra no bem. Comprova em tua fisionomia, aquilo que falas. As expressões de teu rosto são uma fala sem sons audíveis aos ouvidos de carne; se não modificares a tua aparência, acabarás dizendo o que já diz pela mímica da expressão. Ao levantares pela manhã, recorda a necessidade do bom ânimo, e fixa em tua mente a satisfação, para que o novo dia te premie com novas esperanças.



Se és jovem, não se precipite querendo acelerar o tempo; se os anos já te pesam nos ombros, não esmoreças, nem intentes parar o tempo; não penses em decadência, nem formules idéias de avanço desordenado. Basta, para um e outro, entender a imortalidade e a Eternidade da vida. Avancemos com a feição de Deus a caminho da Luz, na Eternidade de Deus.


Se soubesses o quanto pesa em tua vida o que falas, terias maior cuidado no dizer e quanto mais cresce a alma na escala evolutiva, mais grava no tempo e no espaço o que fala. Vejamos uma amostra do que falamos nessa mensagem: "PASSARÁ O CÉU E A TERRA, PORÉM, AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO"–Marcos:13:31.


As palavras são sementes de vida quando provém de Deus, mas são dardos de fogo quando nascem de sentimentos controvertidos pela ignorância. Comunguemos nossas idéias com os pensamentos de Cristo e falemos da vida, do Amor, da alegria e da Esperança, para que nossos corações possam pulsar ao ritmo da Luz, na Eternidade de Deus.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Palavras de Saint Germain



Quando o discípulo chega a compreender que a Hoste dos Mestres Ascensionados é apenas sua própria consciência mais avançada, começa a sentir as possibilidades incalculáveis que estão ao seu alcance. Quer fale diretamente à Divindade Suprema, quer a um dos Ascensionados Mestres de Luz ou ao seu próprio Deus Interior, na realidade não há diferença, por que todos são um.

Até que se atinja esse Estado de Consciência, faz diferença, porque o indivíduo está quase certo de sentir divisão no Uno Interior. Esta divisão é impossível, salvo na ignorância da atividade externa da mente.

Quando o discípulo pensa na expressão externa, deve ter sempre presente que ela é apenas a atividade externa da Inteligência Una, evitando sempre tentar dividir, em sua consciência, essa Poderosa Força de Deus centralizada nele.

Novamente devo lembrar-vos que essa Ilimitada, Poderosa Força de Deus, não pode introduzir Seus maravilhosos poderes em vossa atividade externa sem vosso convite. Não há senão uma espécie de convite que pode atingir e liberar o indivíduo: vosso sentimento de profundo amor e devoção. Quando alguém gerou em torno de si esse cinto ou anel eletrônico, não há poder que consiga penetrá-lo, a não ser o Amor Divino. Só vossa consciência do Amor Divino pode penetrar no âmago desse Resplandecente Cinto da Divindade Suprema, através do qual a Divindade vos envia Sua Grande Efusão, notai bem, por intermédio de Seus Mensageiros. Esses Seres Transcendentes ultrapassam de tal modo vossa concepção atual, que não é possível transmitir-vos em palavras a Majestade do Amor, da Sabedoria e do Poder desses Grandes Seres.

Devo lembrar-vos novamente que o estudante que “ouse e cale”, trabalhando em silencio, será elevado à radiação transcendente dessa Secreta Esfera; então, pela experiência e pela vista compreenderá aquilo do que acabo de falar. A alma que é bastante forte para revestir-se com sua Armadura de Amor Divino e ir avante não encontrará obstáculo, porque nada existe entre vossa consciência presente e essa Poderosa Transcendente Esfera Interior que obstrua a aproximação do Amor Divino.

Quando houverdes tocado e visto o interior desse Círculo Interno, compreenderei quão imperfeita é a atual expressão do Amor Divino. Aquele que se torna consciente a respeito dessas Grandes Esferas, nas quais se pode penetrar, sem temor mergulha, cada vez mais profundamente, na Radiação desse Poderoso e Inteligente Centro do Universo, de onde vêm todos os mundos e toda a criação.

Há entre vós almas fortes, corajosas, destemidas, que compreenderão tal coisa e serão capazes de empregá-la em grande benefício próprio e dos demais. Há os que compreenderão e verão que a Presença que faz bater cada coração, é Deus em Ação, e que a atividade motora da circulação no corpo é Deus, e que a Essência, que prossegue, revitalizando a forma externa, é Deus em Ação.

Portanto, queridos discípulos, despertai para isso agora! Não vedes que é um grande erro soçobrar na ignorância do eu externo, sentir dor, enfermidades, miséria e perturbações, todas criadas pela ignorância e pela atividade do eu exterior? Alguns momentos de meditação séria vos farão compreender que só pode haver uma Presença, uma inteligência, um Poder agindo em vossos pensamentos, em vosso corpo, que é Deus.

Vede como é simples, contudo poderosa, essa Consciência em vós. Ela permite o pleno conhecimento da Grande e Pura Atividade de Deus em vossa grande mente e em vosso corpo e faz com que sua Essência Maravilhosa e Transcendente inunde cada uma de vossas células até transbordar.

Saint Germain – O Livro de Ouro de Saint Germain – Ponte Para Liberdade

segunda-feira, 13 de junho de 2011

“Não, isso não é possível.”




Você tem idéia da freqüência com a qual as pessoas dizem (ou pensam) isso? De alguma forma, em algum lugar, as pessoas foram programadas para soltar, automaticamente, essa frase sempre que se deparam com uma situação que as desafia. Apenas tente ligar para o serviço de atendimento ao cliente de uma companhia aérea. “Não, isso não é possível.” Elas têm regras e, droga, elas irão se ater a essas regras. Se você tiver que ir a um escritório do governo devido a impostos, licenças ou qualquer coisa, você será acolhido por um trabalhador sério que possui a palavra “NÃO” tatuada energeticamente em seu rosto. Atendentes de loja, garçons, recepcionistas de hotel, comissárias, programadores de computador, até o carteiro – parece que todos eles, em algum nível, concordaram com a consciência do “Não, isso não é possível.”

Embora esse véu pareça ser muito denso, na verdade é muito fácil de penetrar na sua própria vida. “Tudo é possível” quando você sai do velho estabelecimento mental do “Não”. Começa com as pequenas coisas e se expande para as grandes coisas. Funciona assim:

Você se depara com um desafio (coisas acontecem quando você está na realidade física).

Pare! Antes de reagir automaticamente dizendo “Não”, pare e respire fundo. Não é um problema, é só energia. O que parece ser um problema sem solução é, na verdade, uma divertida oportunidade de ativar as suas energias psíquico-criativas. Respire fundo e relaxe. Quando faz isso, você, na verdade, está permitindo que potenciais de consciência mais elevada o sirvam. Pare de pensar no problema por um instante e apenas inspire-o. Ahhh! De repente, a energia muda. De repente, você não se sente como se tivesse que colocar sua armadura de batalha, ou soltar impensadamente as temidas palavras “Não, isso não é possível.”

Nesse sagrado momento de pausa, você está dissolvendo, suavemente, o véu. É o véu do “não”. O véu dos potenciais limitados. O véu da submissão. Você abre um mundo de novas possibilidades e de Nova Energia. Pare de se concentrar no problema, e inspire os potenciais. Não pense, somente respire. Ahhhh!

Nesse momento sagrado, você também se realinhou com os atributos de pura energia do desafio. Agora, você não tem que “pensar” numa solução, ela vem até você! Dentro de um curto período de tempo, você, de repente, obtém a solução. “Uau”, você pensa consigo mesmo, “de onde ISSO veio!” Veio de você, do seu próprio reservatório de potenciais grandiosos. Agradeça a si próprio.

Geoffrey Hoppe