quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Beringela Em Cápsulas



Indicações: É um alimento com propriedades funcionais e de saúde, pois protege as funções hepáticas aumentando a produção dos sais biliares. Facilita a contração da vesícula biliar, possui ação laxante e diurética fraca, ajudando a regular a pressão arterial. É digestiva e, devido ao conteúdo de fibras presentes, auxilia na redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos.


A Berinjela é rica em uma fibra solúvel denominada pectina que por sua vez é ela quem auxilia na redução dos níveis do colesterol. A pectina presente na berinjela forma uma espécie de um gel que ajuda a reter moléculas de carboidratos simples (açúcares), por isto a ingestão de berinjela tem sido recomendada por nutricionistas a fim de diminuir o índice glicêmico.

Obs.: para o combate ao colesterol, recomendamos que a beringela em cápsulas seja usada junto com a porangaba em cápsulas e, também, que o consumo de carnes seja diminuído durante o tratamento.


Outros Usos

A berinjela é muito apreciada na culinária, sendo seu fruto comestível de inúmeros modos. Historicamente, acredita-se que os padres carmelitas foram os primeiros a experimentá-la em seus conventos e, encantados com seu sabor e propriedades passaram a divulgar a sua utilização, tornando-a mundialmente famosa. A Berinjela é um dos membros da família Solanaceae, com frutos brancos ou pretos de forma oval ou elíptica e folhas verde-púrpura a roxo.


A parte comestível são os frutos. Originária da Índia, atualmente é plantada em todo o mundo.

Histórico da Berinjela A Berinjela é fruto originária da Índia, sendo própria dos climas quentes e temperados e de solos areno-argilosos, bem drenados e de média e fraca acidez. Pertencente a família das solonáceas, a berinjela recebe o nome científico de Solanum melongena, também sendo conhecida por seus sinônimos: brinjela, berengens, macumba, tongu. A berinjela é um fruto que apresenta pouquíssimas calorias, embora poporcione uma grande sensação de saciedade, devido a sua composição riquíssima em fibras, principalmente a pectina. A Berinjela pode ser colhida entre 90 e 100 dias da semeadura. Adapta-se a vasos e canteiros e associa-se bem com a vagem e o feijão. Notou-se que nos climas muito quentes a berinjela pode produzir efeitos tóxicos, quando os que a ingerem como alimento ficam expostos ao sol. Esse dado não tem origem científica, mas baseia-se na observação leiga. Contra-indicações do uso da Berinjela: Não são descritas contra-indicações em literatura. Fontes:


segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Pata de Vaca


INDICAÇÃO: Afecções renais e urinárias, calmante (estados nervosos), catarro, colesterol, constipação intestinal, diarréias, diabetes melitus II (para o pâncreas produzir mais insulina), elefantíase, gripe, impedir o aparecimento de açúcar na urina, insuficiência urinária, males do estômado, moléstias da pele, mordidas de cobra, prisão de ventre, parasitoses intestinais, regularizar a glicemia sanguínea, reduzir a excreção de urina, nos casos de políuria ou urina solta, rins. Combate diabetes, reduz o colesterol. É emagrecedor e diurético. Usado também para problemas no fígado, intestinos e estômago.

Pode ser usada na forma de chá ou cápsulas ou tintura.

DESCRIÇÃO: Espécie (Bauhinia spp) nativa do Sul do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, ocorrendo nos bordos das matas. Arbusto ou árvore de até 6m de altura, ramificado, ramos flexuosos, arqueados, curvos. Folhas de até 15cm de comprimento e 14cm de largura, com base arredondada ou cordiforme. Possui flores brancas, e frutos do tipo legume de até 20cm de comprimento e 2cm de largura, reto.

Outros Dados

Sua atividade hipoglicemiante foi estudada, pela primeira vez, em 1929, e doze anos depois, foi identificado seu princípio ativo. Em 1984, descobriu-se sua atividade reguladora da diurese. Usa-se o chá de suas folhas, preparado com 1 grama de folha seca para cada 250ml de água fervente. Toma-se uma xícara tres vezes ao dia. É hipoglicemiante e diurético, e o princípio ativo é uma glicoproteína.